Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Retinol

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Retinol

Linhas finas e rugas fazem parte da vida, mas, com os ingredientes certos, elas não precisam ser uma parte super perceptível, se você não quiser que elas sejam. 

Enquanto ingredientes como peptídeos e niacinamida estão associados a uma ligeira redução de rugas, o vencedor é o retinol.

 Talvez você já tenha ouvido falar disso. Enquanto os melhores ingredientes são o assunto de quase todas as principais marcas de produtos para a pele, nem todo mundo sabe o que é, ou, mais importante, por que é tão eficaz na criação de uma aparência mais jovem. Para ajudar a descobrir, trazemos algumas falas dos principais dermatologistas pelo mundo. 

Agora, você descobrirá tudo o que precisa saber sobre o ingrediente antienvelhecimento do Santo Graal .

O que é retinol?

Embora o retinol seja um ingrediente cobiçado no mundo dos cuidados com a pele, é importante observar sua origem para entender completamente por que ele pode voltar o relógio de maneira tão eficaz. De acordo com o dermatologista certificado Dendy Engelman , MD, o retinol é a forma ativa da vitamina A, que regula a produção de colágeno e promove o reparo da pele no organismo. Ao adicioná-lo aos produtos para a pele, os químicos em cosméticos podem invadir o envelhecimento, reabastecendo o próprio ingrediente que ajuda a manter a pele radiante e jovem. 

Como o retinol funciona?

Quando algo parece bom demais para ser verdade, ajuda a conhecer os detalhes para decidir se você pode ou não confiar nos resultados prometidos. Segundo o Dr. Engelman, “o ácido retinóico (também conhecido como retinol e retinóides) é um ingrediente de comunicação celular extremamente eficaz que pode se conectar a praticamente qualquer local receptor de células da pele e dizer que ele se comporte como uma célula da pele saudável e jovem”. Além disso, ele explica, também funciona como antioxidante, permitindo reparar os danos dos radicais livres – o que é um dos principais motivos para a pele mostrar sinais de envelhecimento. 

Qual é a diferença entre retinol, retinóide e retin-A?

Aqui é onde fica complicado. Embora o retinol seja a forma mais comentada de vitamina A, os retinóides são o ponto de partida. De acordo com a dermatologista certificada pelo conselho e fundadora da Entière Dermatology  Melissa Kanchanapoomi Levin, MD, retinóides são essencialmente um termo básico para retinóis vendidos sem receita. “Os retinóis, que estão prontamente disponíveis sem receita, contêm uma concentração mais baixa do ingrediente ativo do ácido retinóico do que os retinóides”, diz ela. Além disso, ela diz que os retinóides prescritos têm uma concentração muito maior do ingrediente ativo, portanto, estão mais prontamente disponíveis para usar na pele, razão pela qual a maioria dos dermatologistas recomenda retinóides (não retinol) para rejuvenescimento intenso. 

Como resultado de seus níveis de concentração, o retinol e o retinóide afetam a pele de maneira diferente. Segundo a Dra. Levin, enquanto o retinol e o retinóide têm o mesmo objetivo, “o retinol funciona mais gradualmente em comparação com os tratamentos retinóides prescritos por um dermatologista devido à sua diferença na estrutura molecular e como são processados ​​na pele”. Isso significa que, embora você note resultados atraentes em questão de dias com os retinóides, pode levar semanas para notar uma alteração no retinol.

Depois, há ácido retinóico ou tretinoína. O ingrediente somente para prescrição é a forma mais ativa de vitamina A, sem mencionar a ação mais rápida. “Bioquimicamente, retinóide e retinol, fazem a mesma coisa – pode levar mais tempo para ver resultados com retinóis, uma vez que são mais fracos”, diz Engelman.

O retinol é bom para a sua pele?

Há uma razão pela qual todo mundo é apaixonado pelo retinol – ele faz o trabalho. Estamos falando em aumentar a produção de colágeno, reduzir a degradação, acelerar a renovação das células da pele, melhorar a descoloração, hidratar a pele e até reduzir a acne. Em outras palavras, é realmente um ingrediente poderoso. Obviamente, se você perguntar a alguém com pele sensível, eles poderão dizer o contrário. Isso porque, como ressalta o Dr. Engelman, o retinol é conhecido por causar secura, vermelhidão e irritação quando introduzido pela primeira vez em uma rotina. No entanto, se você se esforçar para encontrar uma maneira de mantê-lo, praticamente qualquer dermatologista lhe dirá que valerá a pena. O Dr. Engelman diz que, com o uso contínuo desse ingrediente ao longo do tempo, você pode observar uma melhora nas linhas finas e nas rugas, na textura e no tom à medida que fortalece a barreira da pele.

Qual é a melhor maneira de incorporar retinol em sua rotina?

Como o retinol (em todas as suas formas) pode causar certa irritação no início (a Dra. Levin diz que isso se deve a um processo conhecido como retinização, caracterizado por vermelhidão, secura e descamação), é importante saber como efetivamente adiciona-lo à sua rotina.

 Primeira coisa, facilite. Em vez de aplicar o produto retinol todas as noites, a Dra. Levin recomenda fazer isso a cada terceira noite para avaliar como a pele reage. Se, após duas semanas, sua pele estiver bem, aumente a cada duas noites e, eventualmente, todas as noites. 

“Outra dica para garantir a tolerabilidade é aplicar com um hidratante”, observa ela. “Aplique uma quantidade do retinóide do tamanho de uma ervilha, aguarde alguns minutos e depois aplique um hidratante para combater qualquer ressecamento ou descamação.”

Além disso, se você obtiver sucesso com a aplicação de retinol menos concentrado, mas espera obter resultados mais visíveis, talvez seja hora de considerar optar por um produto que exige receita médica. A Dra. Levin diz que “se você tem pele mais oleosa ou tentou retinóides no passado, com orientação médica,alguns ainda, podem ser tolerados, porém precisam ser titulados lentamente.

Por fim, por mais que você queira adicionar retinol à sua rotina, se estiver grávida ou amamentando, agora não é a hora. Embora o ingrediente seja uma dádiva de Deus para a sua pele, demonstrou-se que afeta negativamente o desenvolvimento fetal. 

O que você deve procurar em um retinol OTC?

O retinol OTC é frequentemente diluído ainda mais por ser misturado com outros ingredientes antienvelhecimento. Além disso, a Dra. Levin ressalta que esses retinóis estão em formas éster (você pode ver palmitato de retinil, linoleato de retinil ou retinaldeído no rótulo), o que requer ainda mais tempo para ser convertido em ácido retinóico ativo. Embora esses ingredientes trabalhem para hidratar, curar e proteger a pele, eles também levam mais tempo para mostrar resultados; portanto, seja paciente ao incorporá-los à sua rotina.

  • Por hoje é isso, espero que tenham gostado e compartilhe, para mais pessoas possam ficar por dentro desse produto de beleza.